Diretores explicam mudanças na origem dos poderes da Capitã Marvel

Alerta de Spolier!

Esse conteúdo contém spolier do filme Capitã Marvel!

Os diretores do Capitã Marvel, Anna Boden e Ryan Fleck explicaram o motivo da troca de origem dos poderes de Carol Danvers no UCM. (via Comic Book)

“Você sabia que algo precisava dar a Carol seus poderes e eu acho que estávamos em um ponto em que estávamos desenvolvendo ideias com a equipe da Marvel, e pensando porque criar uma coisa totalmente nova se já temos todas essas coisas poderosas que já estão no universo Marvel. Nós realmente precisamos criar uma nova fonte de energia para ela ganhar seus poderes, nós temos alguns para escolher, e então decidimos ir com o Tesseract.” disse Boden ao Empire Podcast

Na história original, Carol obteve seus poderes a partir da combinação da estrutura genética de Mar-Vell e a radiação saindo do Psiquê-Magnétron, embora para isso eles tivessem que introduzir algo parecido com o Psiquê-Magnétron e também ter Mar-Vell salvando Carol.

Na nova origem (estabelecida em The Life of Captain Marvel ), a mãe de Carol é na verdade uma ex-agente Kree que foi mandada para a Terra para espionar e acabou se apaixonando, ela acaba desligando o sinal e saindo da rede. para seus ex-superiores. Carol então descobre que ela é do próprio sangue de Kree, então quando ela teve o incidente com a Psiquê-Magnetron e Mar-Vell, ela não ganhou seus poderes, mas apenas os despertou os que já estavam adormecidos.

Capitã Marvel já está nos cinemas.

Saiba mais sobre:

Gostou? Compartilhe!

MAIS NA WEB