Fortnite | Mais um: Epic Games é processada por uso de dança

Mais um processo para a conta

Além de chover dinheiro na Epic Games, os escritórios da empresa começam a ostentar, de forma abundante, processos devido ao uso de danças criadas na vida real em Fortnite. Após vermos Backpack Kid, "Carlton" e o rapper 2 Milly entrando com processos judiciais contra a companhia, a mãe do garoto conhecido como Orange Shirt Kid também toma ação.

Isso por que a Epic utilizou uma dança que viralizou por causa do menino, inserindo-a no game como um emote chamado de Orange Justice. A mãe, Rachel McCumbers, quer ser remunerada por danos não especificados (via Variety). Confira a dança de Orange Shirt Kid abaixo:

No entanto, a Variety relata que o Orange Shirt Kid enviou a dança à Epic como parte do concurso BoogieDown, que selecionaria alguns passos e os incluiria em Fortnite. As regras previam que os criadores das danças não receberiam recompensas e que o passo poderia ser utilizado como publicidade para o game.

Embora não tenha sido selecionado durante o BoogieDown, fãs fizeram uma petiçãopara que fosse incluído e, eventualmente, foi. Ainda, o emote não foi vendido, mas apenas incluído como parte do Passe de Batalha gratuito, significando que para conquistá-lo, os jogadores apenas teriam que cumprir objetivos. O concurso não foi mencionado no processo à Epic.

A ação judicial também relata que após os fãs pedirem que a Epic incluísse a dança no jogo, a criança teria sido vítima de "cyberbullying extremo", que o forçou a desativar as contas do Instagram e do YouTube.

Saiba mais sobre:

Gostou? Compartilhe!

MAIS NA WEB