Pinóquio | Guillermo del Toro diz que filme será uma parábola política

“Não será um filme de Pinóquio para família”, declarou roteirista.
Foto: DivulgaçãoGuillermo Del Toro

Segundo o THR, Guillermo del Toro declarou durante entrevista no Festival de Cinema de Marrakech que o remake de Pinóquio será "diferente". O roteirista afirmou que seu projeto para Netflix não é com a fábula infantil, mas terá um toque político na história. A história se passará em 1930, na Itália, sendo baseada na trama original de Carlo Collodi, de 1883. 

Não será um filme de Pinóquio para família”, declarou Guillermo, “Será durante o surgimento de Mussolini, faça as contas”.

Essa virada mais sombria da fábula talvez não seja surpreendente do diretor do O Labirinto do Fauno, que comparou o fantoche que deseja ser um garoto de verdade para o monstro de Frankenstein.

Foto: DivulgaçãoPinóquio

Ele é uma criatura criada de maneira não-natural de um pai que depois ele se distancia. Pinóquio tem que aprender sobre a dor e a solidão”, explicou o cineasta, observando que escolheu animação em stop-motion para o projeto porque é “mais expressivo” do que trabalhar com atores.

Enquanto Del Toro é resistente a fazer um filme abertamente político, o vencedor do Oscar disse que acha que filmes de fantasia sempre acabam com mensagens políticas.

"Não há fábula sem política", disse ele, citando as lutas de gênero e classe de histórias como Cinderela e Branca de Neve, e até mesmo a própria mensagem A Forma da Água. "Raramente você pode entrar em discussões produtivas na vida real agora que é tão tenso. É muito mais fácil para você me ouvir se eu te disser 'Era uma vez...'”

Ainda não há nomes para o elenco dessa versão de Pinóquio. O roteiro foi escrito pelo próprio Guillermo Del Toro ao lado de Patrick McHale. A produção do longa começa nos próximos meses.

Pinóquio chega em 2021 na Netflix.

Saiba mais sobre:

Gostou? Compartilhe!

MAIS NA WEB